PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Governo de Minas Gerais nomeia 464 professores da Uemg
23/09/2017 08:13 em Minas Gerais

FONTE: SEGOV – GOVERNO DE MINAS – CENTRAL DE IMPRENSA - SEX 22 SETEMBRO 2017  11:28  ATUALIZADO EM SEX 22 SETEMBRO 2017 11:47

 

Novos docentes atuarão em 11 unidades da instituição espalhadas por sete municípios mineiros

 

Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) publicou, nesta sexta-feira (22/9), no Diário Oficial do Estado, a nomeação de 459 professores aprovados em concurso público realizado para a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg). Na quarta-feira (20/9), o Governo já havia publicado a nomeação de 146 servidores da Unimontes, fortalecendo os quadros do ensino superior em Minas Gerais.

Os novos docentes da Uemg serão distribuídos em 11 unidades da instituição, presentes em sete municípios do estado: Belo Horizonte, Barbacena, João Monlevade, Ubá, Leopoldina, Frutal e Poços de Caldas. Outras cinco nomeações, referentes à unidade de João Monlevade, serão publicadas neste sábado (23/9), totalizando 464.

Para o secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, a nomeação de um total de 464 docentes da Uemg representa o compromisso do governador Fernando Pimentel com a qualidade do ensino público. “A partir de agora, a Uemg passará a ter um importante contingente de professores efetivos (38%), o que irá fortalecer ainda mais a instituição”, destaca.

Nos seus 28 anos de existência, a Uemg nunca havia realizado um concurso com o volume de vagas (519) disponibilizado no Edital 008/2014. “A nomeação também corrige a situação de precariedade do quadro de pessoal da universidade após a inconstitucionalidade da Lei 100, que deixou a Uemg com apenas 8% de professores efetivos”, afirma o reitor da universidade, Dijon Moraes Júnior.

“Devido às restrições impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a nomeação só poderia ocorrer desde que não provocasse nenhum impacto financeiro, o que acabou sendo possível após estudos realizados pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugesp) da Seplag em parceria com a Uemg”, explica a subsecretária de Gestão de Pessoas, Warlene Salum Drumond.

As nomeações publicadas nesta sexta-feira favorecem o cumprimento das exigências para o recredenciamento da Uemg como universidade pública. As vagas restantes do concurso de 2014 serão encaminhadas à Comissão de Orçamento e Finanças (COF) assim que novos estudos que não comprovem impacto financeiro, que estão em curso, forem concluídos.

O reitor destaca a importância dessas nomeações para a consolidação da Uemg e o fato de as 11 unidades de ensino da capital e interior, ora contempladas, contarem, pela primeira vez, com um corpo docente composto majoritariamente por professores permanentes.

“Esta nova realidade contribuirá muito para a melhoria do ensino, pesquisa e extensão da nossa instituição, que presta um relevante serviço à população mineira”, destaca Dijon Moraes Júnior.

 

Por solicitação da Uemg, já foi aprovada pelo Governo do Estado a realização de um próximo concurso para suprir as unidades não contempladas no concurso 008/2014.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE